O WhatsApp anunciou no dia 14.07 que as suas versões Web e desktop não vão mais depender de um celular ativo no app para funcionar. Ou seja, se a bateria do seu telefone acabar, vai conseguir usar o serviço de mensagens normalmente. A novidade faz parte de seu programa de testes e será liberada para poucas pessoas no primeiro momento.

 

whatsapp web

 

Além disso, a empresa também começou a testar uma funcionalidade que permite o uso do serviço de mensagens em mais de um celular ao mesmo tempo — até outros quatro dispositivos.

 

Segundo a empresa, um pequeno grupo de usuários do programa WhatsApp Beta terá acesso aos novos recursos. Ainda não existe prazo para eles serem implementados para todo mundo. A companhia afirmou que todas as mensagens e contatos ficam sincronizados nos aparelhos ao mesmo tempo sem desabilitar a criptografia de ponta a ponta que impede que os dados sejam interceptados por hackers no meio do caminho entre um celular e outro.

 

É seguro? Como funciona?

 

Até hoje, o WhatsApp não permitia o uso em mais de um aparelho ao mesmo tempo porque a troca de mensagens acontece de forma privada dentro do celular de quem usa. Para acessar o WhatsApp Web, o app criava uma rede “particular” entre o PC e o celular principal do usuário. Outros mensageiros como Telegram ou o Facebook Messenger conseguem sincronizar as conversas em vários aparelhos porque eles estão “na nuvem”, operando nos servidores da empresa que os desenvolveu, e não são criptografados como o WhatsApp.

 

A solução encontrada pelo WhatsApp foi, basicamente, criar clones do seu celular principal. Até hoje, a empresa identificava o destinatário e o remetente de uma mensagem por uma chave criptográfica — isto é, uma sequência de códigos embaralhados — designada ao celular de cada pessoa.

 

Mas agora, quando você cadastrar sua conta do WhatsApp a um novo aparelho, aquele celular vai ganhar sua própria chave criptográfica associada à sua conta no app. Sendo assim, se você tiver quatro aparelhos rodando o aplicativo ao mesmo tempo, cada um vai ter quatro chaves, e todos eles vão receber as mesmas informações ao mesmo tempo. Ainda neste exemplo, quando uma pessoa te mandar uma mensagem, essa mensagem vai ser copiada e disparada de novo quatro vezes até chegar a todos os aparelhos cadastrados na sua conta. Para começar a usar o WhatsApp em um novo celular, você ainda terá que escanear o código QR (assim como funciona hoje no WhatsApp Web) e colocar uma senha ou biometria (impressão digital ou reconhecimento facial).

 

Interessou? Veja mais informações para cada aparelho clicando aqui.

Veja mais curiosidades e informações sobre o mundo online clicando aqui!